Calça de Vinil

Dia 2 – Skinny e Cintura Alta (Londres)

Te dizer uma coisa, quase tive que chamar @lianapadin para resolver minhas pendências do jurídico hoje, pois fiquei muito atarefada recebendo todos os elogios feitos a minha calça. Um negócio muito impressionante!

Eu acredito muito que se vestir é prática. Logo, depois de 14 dias de praticamente reclusão, me arrumar para o trabalho foi um parto e olha que eu já tinha decidido o grosso do que eu ia vestir. Mas cruzar Paris em tempos de greve requer estar preparada para condições duríssimas e isso tem que, necessariamente, refletir na roupa, o que é uma complicação adicional.

Desde o ano passado, eu ando flertando com calças de vinil. Quando eu bati meus olhos nessa, foi amor à primeira vista mesmo. Eu gostaria de saber rimar para melhor explicar o quanto ela me faz me sentir gata em forma de repente, só porque ela merece esse esforço todo. Olha esse brilho! Ela é mega justa, mas, ao contrário do que você possa estar imaginando, zero complicações para subi-la porque o tecido de dentro é mezzo peludinho (vou ficar devendo termos técnicos).

Ela, na loja, é bem longona com um fechecler, mas como eu gosto de exibir meu tornozelo, fiz bainha. Inclusive, eu tenho preguiça de levar na costureira, mas sempre vale a pena porque deixa uma roupa de prateleira totalmente feita sob medida. Recebo excelentes feedbacks nas calças que vendo mo bazar e acho que é por isso! Eu acredito que se você compra-la na loja física, eles tem serviço de ajuste. Dessa vez, meu tornozelo está escondido, mas como o sapato ainda é da mesma cor da calça, segui me sentindo alongada.

Indo da explosão de cores de ontem para o preto + verde de musgo hoje, eu achei que a bolsa rosa faria um contraste legal com o casaco e vi todo um espaço ainda disponível para um twist carpado. Que que eu fiz? Enrolei um lenço estampadão da alça da bolsa e fui para a galera!

[outro dia de desafio #inception com @camilarigon! A proposta era usar uma peça que eu gosto e uso pouco e a resposta é: essa calça! Até eu fazer a bainha, não conseguia usa-la, mas sinto que seremos inseparáveis daqui para frente!]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s