Roteiro Cuba (parte 02)

IMG_2567

E ai, cê já aceitou que precisa desesperadamente ir para Cuba? Não? Então, me permita insistir.

Cayo Largo

Assim que eu decidi ir para Cuba, eu peguei emprestado um desses livros de roteiro e ele ficava em cima da minha mesa do trabalho. Recomendo demais essa tática porque todo mundo que entrava na minha sala que já tinha ido à Cuba me dava uma dica, sendo que a VÁ PARA CAYO LARGO A QUALQUER CUSTO foi uma bastante recorrente.

Como eu sou bem obediente, resolvi tratar de descobrir como chegar lá.

Primeira informação importante: Cuba me surpreendeu com a quantidade de aeroportos que tem. Segunda informação importante: se você não se sente tão confortável assim voando, melhor avaliar essa opção, uma vez que boa parte dos aviões é da época da URSS. Spoiler: o que eu peguei para ir para Cayo Largo mais parecia um avião de carga, se entrava por trás e era mega apertado.

Depois de muito vasculhar na internet, avaliei que o jeito de aproveitar Cayo Largo que melhor funcionaria para mim seria ir e voltar no mesmo dia. Cuba tem uma agência de turismo estatal (lá tudo é estatal, na verdade) chamada Cubatour (comercial@opcional.cbt.tur.cu) que oferece um pacote bem nesse estilo.

Eles te pegam no seu hotel (ou no hotel mais próximo da sua Casa Particular) as 4:30 da matina e te devolvem de volta lá pelas 18h. Chegando na ilha, pega-se um barco para visitar Isla Jurásica de las Iguanas, banho em piscina natural, snorkeling em barreira de corais e Playa Sirena.

IMG_2511

Juro que é um dos lugares mais bonitos que eu já fui na vida. O azul é de cinquenta tons impressionantes. Ainda que seja um passeio cansativo, valeu cada minuto e cada centavo.

IMG_2538

O passeio custa 229 euros e também inclui: (i) todos os transferes; (ii) passagem de avião; (iii) almoço.

Varadero

Eu resolvi ir para Varadero mesmo sabendo que resorts não são exatamente o meu esquema, para mim, são ambientes um tanto “fake”, sabe? O meu passeio para Cayo Largo me deixou ainda mais insegura quanto à minha decisão porque muitas pessoas do meu passeio de barco tinham vindo de Varadero e estavam detestando.

Vamos começar falando sobre como chegar lá. Se você estiver num grupo de quatro pessoas, parece que vale a pena ir até à rodoviária e rachar um carro que te leve lá. Como não era o meu esquema, preferi ir de ônibus mesmo. Uma coisa legal é que é possível comprar as passagens no site da companhia de ônibus (http://www.viazul.com/). Minha dica é que mesmo que você já tenha comprado o ingresso pela internet, chegar pelo menos 30 min antes porque se eles não te notarem por lá, venderão seu lugar sem dó nem piedade. Aconteceu comigo na volta e eu tive que desenrolar muito para conseguir ir em pé no ônibus (um trajeto de 2h).

Quanto ao lugar para ficar, parece que lá também tem Casas Particulares, mas o principal são os resorts. Ainda que sejam hotéis com comida e bebida a vontade, áreas de recreação gigantescas, praias particulares, é preciso se ter em mente que ainda estamos em Cuba, então, a manutenção das instalações não é trabalho fácil, então, para evitar frustrações, melhor não esperar nada estalando de novo. Como eu li muito na internet que a comida de um monte deles era bem mediana, escolhi o Melia Marina Varadero por ter as resenhas positivas mais consistentes.

IMG_2551

De fato, não me arrependi. Foi bom passar dois dias cultivando a beleza do nada para fazer. Saindo da praia, indo para piscina, indo em um dos três restaurantes do hotel, voltando para praia. O Hotel tem uma programação animada para distrair os hóspedes durante a noite, mas, para mim, o ponto alto são os dias, eu dormia mega cedo. Contudo, acho que esse é o tempo máximo que eu conseguiria.

Engraçado foi a quantidade de canadenses que eu encontrei lá. Aparentemente, trata-se de um destino popular de férias para eles. Eles voam direto para lá sem sequer passar por Havana.

Informações Gerais

Dinheiro. O dinheiro dos turistas é chamado de CUC e custa algo como 4x a moeda utilizada pelos nacionais. Apesar do valor do CUC estar emparelhado com o valor do dólar, é recomendado levar euros para trocar na ilha, isso porque o dólar é penalizado em algo como 10%.

Internet. Não é algo banal de se achar. Se você estiver andando pela rua e ver um montão de gente empilhada, sentada no chão, pode ter certeza que ali tem sinal. Todavia, para aproveitá-lo, é preciso ter um cartão para te conectar. Creio que paguei 6 CUC por uma hora de internet, que é possível picotar o uso, não é necessário usar tudo de uma vez.

Segurança. Apesar de estar viajando sozinha e a abordagem dos homens ser bastante incisiva, eu não me senti insegura em nenhum momento, nem quando tive que andar sozinha as 3:30 da manhã para ir para Cayo Largo.

Planejamento. Por mais que eu goste de estudar os lugares que vou visitar para ter uma ideia das coisas que tem para se fazer lá, eu não sou fã de programações super fechadas, preferindo ter uma flexibilidade. Contudo, como em Cuba não é possível se contar com um acesso contínuo à internet, recomendo ter um mínimo planejado (como, por exemplo, os lugares para dormir). No aeroporto conheci dois japoneses que não tinham absolutamente nada, se eu não tivesse estendido a mão e os levado para a Casa Particular que eu conhecia (a mãe da família havia comentado que tinha mais de um quarto para alugar), eles não teriam como encontrar um lugar para passar aquela noite.

Aqui encerramos o meu roteiro cubano. Se você tiver qualquer dúvida, qualquer uma mesmo, fique à vontade para perguntar. Essa é a viagem que figura como a minha favorita e ficarei muito feliz se puder te ajudar a ter uma experiência incrível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s