Casa do Porco

img_5349

Desde que eu cheguei em São Paulo, quando eu peço recomendação para alguém sobre um restaurante para ir, 11 de 10 dos meus amigos pregam sobre a Casa do Porco. Digo “pregam” porque não se trata de uma mera recomendação, meu chefe, da última vez, por exemplo, disse que não queria desculpas, que eu tinha que ir lá e mandar uma foto Temaki de Porco.

Eu não sou a maior fã de porco e o restaurante fica no Centro (longe da minha casa) – eu SUPER entendo o propósito de ocupar o Centro que o restaurante tem, mas acabou me complicando, porque demandava que a ida fosse um evento -, então, eu sempre ficava relutando um pouco em ir. Como era a última vez do boy aqui por um bom tempo, achei por bem sucumbir e ir lá ver do que se tratava todo o buzz.

Chegamos lá numa sexta-feira, por volta das 13h e esperamos na fila por mais ou menos 1h (então, se você está indo no final de semana, prepare-se). Não tem lugar para sentar nem nada, mas tem uma janelinha em que você pode ir comprando umas comidinhas e bebidas. Pedimos o Porcopoca, um suco e a cerveja IPA da casa, tudo bem gostosinho – já fiquei cobiçando o misto quente deles. Logo, não tem lá conforto, mas tem amor em forma de comida.

img_5328

Quando entramos, fiquei apaixonada pelo lugar! Tem vários tipos e formatos de disposição de mesas (acho descolado) e uma decoração com carrosséis com porquinhos pendurados! Sério, incrível!

img_5335

Assim que entramos, nos perguntaram se era a nossa primeira vez e sugeriram que pedíssemos o menu degustação. Nós topamos: custou R$110 por pessoa (de longe, o mais barato dos menus degustação que já fui) e envolveu umas 9 entradinhas, um prato principal e uma sobremesa.

Já falei isso em outras ocasiões: para mim, o menu degustação me permite – uma pessoa de paladar infantil – provar coisas que eu jamais pediria por mim mesma. Juro, se eu já estava encantada com o lugar, eu não imaginava como ficaria depois de começar a comer.

Sem sombra de dúvidas, até o momento, foi o meu restaurante aqui de São Paulo favorito. Absolutamente tudo estava tão delicioso. Deixo minha menção honrosa para o tartare de porco e #sangueéingrediente. E a quantidade de comida foi bem acima do esperado, ficamos muito satisfeitos.

img_5334-collage

Agora, o meu drama é que todo mundo que eu converso sobre a Casa do Porco me pergunta se eu provei determinada coisa que não tinha no menu degustação e eu fico salivando para ir lá novamente! Ou seja, fui definitivamente cativada.

Concluo dizendo: se você está vindo para São Paulo e quer ir num restaurante transado comer umas comidas que confortam a alma, bingo!

R. Araújo, 124 – República, São Paulo

2 Replies to “Casa do Porco”

  1. Como é bom ler o Dandodeombreiras todos os dias. Muitas dicas, modelo linda e leitura divertidissima. Acho que a minha advogada preferida descobriu outra vocação. Cada dia amo mais você 😍😍😍

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: