Restaurante Vista para conversarmos

Era aniversário de namoro, por um golpe de sorte o boy estava na cidade por 10h (e contando) e eu queria ir num lugar bacaninha para comemorar.

Para esse tipo de ocasião, a comida importa, certamente, mas ser um lugar legal é fundamental. Passado esse briefing para as amigas, elas me recomendaram o Restaurante Vista dizendo que, obviamente, a vista era incrível.

Como a boa carioca que sou, acostumada ao que há de melhor em termos de agradar aos olhos, sempre desconfio quando um paulista me diz que um lugar em São Paulo tem uma vista incrível. Claro que para apreciar as de São Paulo é preciso desacostumar os olhos, ou seja, eu não posso ir esperando uma beleza natural boladona, tenho que me preparar para algo mais urbano, digamos. E a vista do restaurante é bem assim mesmo (quantas vezes já usei “vista” até o momento?) e eu realmente achei incrível a mistura das ruas/pontes no primeiro plano, o verde do Ibirapuera logo atrás e os super prédios ao fundo (aka bastante instagramável). Além disso, o restaurante propriamente dito é bem aberto (janelões, sabe como é?) e com uma decoração minimalista, bem agradável (detesto me sentir claustrofóbica num restaurante). Acho que de todos os restaurantes que eu já fui em São Paulo até o momento, esse é o único bom mesmo para fazer um aniversário com uma galera, sabe?

Nós fomos no 7º dia de impacto da greve dos caminhões, o que significa que muitas coisas estavam em falta (como, por exemplo, a torta de caramelo com sorvete de castanha do Pará que eu tanto queria conhecer). Pedimos duas entradas (bolinhos de siri com salada de ervas frescas + quibe de cordeiro com coalhada, hortelã e picles de cebola) + moqueca capixaba de peixe com camarão + duas sobremesas (terrine de chocolate com calda de caramelo e compota de kinkan + Pavlova com curd de limão e sorvete de Cambuci). Se você for pedir só uma entrada e uma sobremesa (como manda o bom senso), recomendaria, sem dúvidas, o bolinho de siri e a pavlova, eles eram melhores de longe.

img_3583

Achei o preço ok para a quantidade de comida que pedimos, a comida era boa, mas não nos embasbacou (talvez pela falta de alguns ingredientes, não sei), diria que o lugar é imperdível mais pela vista mesmo.

img_3591

Uma coisa legal desse restaurante é que muita gente vai direto do parque, então, é bem tranquilo ir vestido de uma forma bem descontraída (ou como você quiser, na verdade, porque tem gente super bem vestida, como gente de legging de academia), é um local bem democrático (pelo menos, no almoço).

Ah, não posso esquecer de falar o quão amável é todo mundo que trabalha lá. Sério. Por mim, eu tinha colocado o nosso garçom num potinho e trazido comigo para casa.

Importante falar sobre a localização (meu Uber se perdeu horrores): fica no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP) – Av. Pedro Álvares Cabral 1301 8º andar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: